ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

FANTASIA EM RÉ MENOR, K.397/385G

Última modificação : Quinta, 14 Dezembro 2017 14:38



MOZART, WOLFGANG AMADEUS (1756-1791)

AUSTRÍACO | ERA CLÁSSICA | 655 OBRAS

 

Fantasia in D minor, K.397/385g

Número de catálogo: K.397; K⁶.385g

Köchelverzeichnis (6ª edição, 1964, K⁶ número: 385g)

Köchelverzeichnis (numeração original: K. 397)

Tonalidade: ré menor

Movimentos: 1

Ano da composição: 1782

Estilo: Clássico

 

Peça para piano solo que embora tenha ficado inacabada por motivos desconhecidos até a data de hoje, é uma das composições mais executadas e admiradas do compositor. O trecho final desta fantasia adotado atualmente é atribuído a August Eberhard Müller (1767-1817), compositor alemão, kantor da St. Thomas's Church e grande admirador de Mozart.

 

Em sua primeira publicação, pela Bureau d'Arts et d'Industrie, em Viena, 1804, a peça incluía somente 97 compassos e terminava com um acorde de sétima de dominante. Tinha como título Fantaisie d'Introduction, o que significava que essa fantasia era a introdução de uma nova peça.

 

Em sua segunda publicação em 1806, pela Breitkopf & Härtel, de Leipzig, já constava a finalização que hoje conhecemos.

 

Segundo Paul Hirsch, catedrático em música, a Breitkopf & Härtel teve acesso à cópia manuscrita com a viúva do compositor, na qual constava uma finalização que foi escrita entre 1804 e 1806 por August Eberhard Müller.

 

Hoje já existe um consenso que os últimos 10 compassos (98-107) dessa Fantasia em ré menor não foram compostos por Mozart, e sim por Müller.

 

A obra tem somente 100 compassos, em um único movimento com tempos múltiplos com as indicações Andante – Adagio – Presto – Tempo primo – Presto – Tempo primo – Allegretto.

 

 

Vídeo




 

 

FONTES BIBLIOGRÁFICAS:

IMSLP/Petrucci Music Library

Wikipedia.org

Páginas acessadas em 13/07/2015

Tradução e adaptação dos textos: Elza Fernandes Costa