ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

AÍDA

Última modificação : Quinta, 20 Novembro 2014 15:57


VERDI, GIUSEPPE (1813-1901)

ITALIANO – ÓPERA ROMÂNTICA – 42 OBRAS

 

Ópera em quatro atos

Data da composição: 1870. Revisão em 1871

Estreia mundial: 24 de dezembro de 1871, Teatro da Ópera, Cairo, Egito

Libreto: Antonio Ghislanzoni, com base na versão francesa, por Camille du Locle, de um enredo proposto por Auguste Mariette.

 

Obra mais espetacular de Verdi, é uma ópera exótica com raízes egípcias autênticas. O Teatro da Ópera do Cairo foi inaugurado em novembro de 1869 com Rigoletto, mas o arqueólogo Auguste Mariette convenceu o governador turco do Egito a encomendar uma "ópera egípcia" a Verdi. Mariette inventou então a história de Aída. Na criação da marcha triunfal do Ato II, Verdi se inspirou na grand opéra francesa. De alta intensidade dramática e musicalmente arrebatadora, Aída foi sucesso imediato, e em dez anos havia sido montada em 155 teatros de todo o mundo.

 

Após estrear no Cairo em 1871, retornaria ao Egito em 1987, com uma espetacular montagem ao ar livre diante do Templo de Amenhotep III, construído há 3.000 anos à beira do Nilo, na atual região de Luxor.

 

Papéis principais:

Egito, na época dos faraós

 

. O Rei do Egito, baixo

. Amneris, mezzo-soprano - Sua filha

. Aída, soprano - Princesa etíope escravizada

. Radamés, tenor - Um capitão egípcio

. Ramfis, baixo - Grão-sacerdote de Ísis

. Amonasro, barítono - Pai de Aída, rei da Etiópia

 

 

Vídeo

 

 

 

 

Fonte:

Guia Ilustrado da Ópera Zahar