ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

CONCERTO PARA PIANO E ORQUESTRA Nº21 EM DÓ MAIOR, K.467

Última modificação : Sexta, 13 Fevereiro 2015 15:54



WOLFGANG AMADEUS MOZART (1756 – 1791)

AUSTRÍACO – ERA CLÁSSICA - 655 OBRAS


CONCERTO PARA PIANO E ORQUESTRA Nº 21, EM DÓ MAIOR, K.467


Através de toda a sua vida, Mozart escreveu concertos para piano para utilizar em suas próprias apresentações: compôs o primeiro quando tinha 11 anos e o último em 1791, ano de sua morte. Os últimos dez são obras-primas. Ele costumava dar concertos nas cidades onde suas óperas estavam sendo representadas, e escreveu, com esse propósito, concertos para piano combinando uma idéia “séria” (o discurso musical é tão elaborado quanto numa sinfonia) com temas extrovertidos, tão borbulhantes quanto as melodias de sucesso de suas óperas. 


O Concerto nº 21 foi composto em apenas um mês, no ano de 1785 e é conhecido como “Elvira Madigan”, pois foi tema desse filme em 1967. O primeiro movimento é rápido e em forma de marcha; o movimento lento lança uma melodia suave, sublime, contra um pulsante acompanhamento de cordas, e o finale é um rondó trepidante, com meia dúzia de temas, cada qual mais chilreante e ousado do que o outro. É o concerto favorito do público e representa um desafio ao pianista, pelo grau de dificuldade para ser executado de acordo com o estilo mozartiano. Ele é tão sublime que qualquer palavra usada em relação a ele seria em vão, já que a música começa onde termina o poder das palavras.  


Não se tem registro de quando foi apresentado ao público pela primeira vez.


Allegro maestoso (14:07)

Andante (7:17)

Allegro vivace assai (6:32)



Vídeo